terça-feira, 24 de dezembro de 2013

“Brasileiro é muito doido”, diz Maria Padilha sobre repressão ao topless

Dia 21 de dezembro de 2013 é a abertura oficial do verão e também a data do "toplessaço"

Topless de Bete (Maria Padilha) (Foto: CEDOC/TV Globo)Topless de Bete (Maria Padilha) em Água Viva
Mais de 30 anos depois, o tabu de colocar os seios à mostra ganha força e esquenta as areias da Praia de Ipanema no primeiro dia do verão. O assunto voltou à tona após a atriz Cristina Florester sido reprimida por policiais na Praia do Arpoador quando posava sem sutiã para a divulgação da peça “Cosmocartas”. Para protestar contra o ocorrido, foi criado um evento no Facebook, o "Toplessaço". E foi aí que o topless e a sua repressão viraram o assunto do momento.


Cena muito semelhante aconteceu em 1980quando a atriz Maria Padilha protagonizou um topless em “Água Viva”. Intérprete da desencanada Beth, ela comenta que testemunhou reações agressivas e preconceituosas durante da exibição da novela. “Éramos agredidas, nunca tinha tido essa relação com o público. ‘Faz um topless que eu estaciono para você’, ‘tira tira’, foi triste”, conta. “Peito de fora é esquisito, mas se tiver um pequenininho (biquíni), pode. Brasileiro é muito doido”, critica.

Maria Padilha (Foto: VIVA)Maria Padilha durante entrevista para o VIVA

Um comentário:

  1. E como é doido, passando pra desejar um feliz natal pra vc e para a sua família fique com Deus beijos.
    http://www.lucimarestreladamanha.blogspot.com.br

    ResponderExcluir